sexta-feira, 16 de junho de 2017

Conjugal

Sei de quase nada um bocado
De mim é que sei pouco
ou nem sei
Não me deram atestado
e posto de lado uma vida
aprendi a estar só, como estive
mapeando meu estado em mim
A solidão, se bem sabes, é do lado de dentro.

Não me faltou companhia
mas doeu, quando sozinho,
tive que entender
que esse negócio de amar
quando se aloja no peito
e verbaliza na alma
a gente só aprende é conjugando.

Xúnior Matraga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Equilibrista

Eu não seria o mesmo cara se eu tivesse me vendido Há tantos momentos na vida que a gente se vê vencido Que eu não sei se em algum dele...